10 de setembro de 2009

Covet


Covet


Autora: Cris Sampaio


Após ter-me decepcionado com a primeira fragrância de Sarah Jessica Parker, Lovely, ansiava pelo lançamento da segunda. A cada dia que passava, crescia a minha vontade de conhecer Covet, uma vez que as opiniões eram muito controversas - Uns adoravam-no, outros o detestavam claramente. Apressei-me em ir ao shopping, a fim de testar o motivo de tamanha desavença. Em meio a tantas provas, meu olfato ficou confuso. E foi nesse clima de confusão olfativa que ocorreu o primeiro encontro com Covet. Assim que o conheci, achei um aroma "verde esquisito", e decididamente não gostei. Os meses passavam e mais pessoas do meu círculo de relações se rendiam ao perfume. Eu, entretanto, continuava firme na opinião contrária.

Um belo dia, fui encontrar algumas amigas que compartilham a minha paixão por fragrâncias, e que também as colecionam. Uma delas estava com uma amostra de Covet. Não podendo resistir, perguntei se poderia experimentá-lo novamente. A amiga em questão cedeu-ma de boa vontade para que eu pudesse testá-la em casa, com calma. Alguns dias mais tarde, antes de sair para o trabalho, bateu-me a dúvida sobre qual perfume usar. Lembrei da amostra que ainda estava guardada na bolsa e coloquei um pouco do conteúdo, dessa vez com boa vontade.

Assim que saí, recebi um elogio de minha mãe, o que se repetiu durante o dia inteiro, por onde passei. Comecei a constatar que estava diante de uma fragrância exótica, na contramão dos lançamentos frutais e gourmands que atualmente dominam o mercado. Sua saída é definitivamente verde, com um cheiro de mato úmido, onde mesclam-se a lavanda e uma discreta nota cítrica. Conforme sentimos sua evolução, percebemos a doçura do bouquet floral, com o destaque da magnólia e do lírio. O frescor linear da lavanda, lembrando um campo provençal, permanece até o fim. O conjunto é aquecido pelo chocolate, pelas madeiras e pelo âmbar, que dá um toque "macio" e confortável na pele. A excelente fixação e extensa sillage são elementos que poderiam equivaler aos de uma fragrância oriental.

Covet é um curinga que vai do trabalho ao cocktail, valendo uma segunda, e até uma terceira chance. Quanto mais o usamos, mais nos familiarizamos com seu aroma, com suas facetas. Traçando um paralelo, diria que Lovely seria um dos perfumes que Carrie Bradshaw usaria no trabalho, enquanto Covet serviria de tema para o romance com Mr.Big, mostrando todos os lados da personagem.

Uma boa obra a quatro mãos de Ann Goettlib e Frank Voelkl, que executaram magistralmente a tarefa de incutir uma falsa informalidade ao perfume, cobrindo-o de charme. Uma criação estranhamente deliciosa que encantou a tantas pessoas.


"So just love, make mistakes, and have wonderful times, but never second guess who you are, where you have been, and most importantly, where it is you are going."

Sarah Jessica Parker como Carrie Bradshaw, em Sex & the City



Nota de Gaëlle - Amigos queridos têm laços de união que podem estender-se aos mais diversos gostos. Por vezes, tais amigos possuem uma espécie de sintonia involuntária. E foi o que acabou acontecendo com o nosso estimado Perfumes Bighouse. Os autores convidados de ambos os blogs dissertaram indeliberadamente sobre o mesmo tema, no mesmo momento, obtendo resultados maravilhosos. Convido todos a lerem uma opinião complementar sobre Covet no Perfumes Bighouse (clique no nome).



Ilustrações ~ à direita - Chocolates belgas de Pierre Marcolini
~ à esquerda - Montagem dos essenciais de Carrie Bradshaw. Crédito: Polyvore



Marque e desfrute

7 comentários:

Perfumes Bighouse disse...

Oi Gaelle. Creio que nós somos o exemplo mais concreto que já vi de interatividade entre blogs, espontânea e natural.Miguxa, se fosse combinado não daria tão certo .kkkkk
As plumas colaboradoras estão vibrando na mesma sintonia! Beijocas

Gaëlle disse...

Betty querida,

A coincidência rendeu boas risadas e acabou se transformando em um projeto super gostoso.
Uma delícia ler as duas opiniões sobre o mesmo perfume, e interagir com um blog amigo em um clima harmônico e descontraído.

Mil beijinhos.

Luciana M. disse...

Oi Nelnel e Cris!
Saudades...

Tão gostoso visitar 2 blogs que amo e ver essa sintonia!!! A resenha está muito fofa e faz juz ao Covet, que é um dos meus favoritos. (como eu amo essa lavandinha kkk)

Beijos Mil!

Gaëlle disse...

Lu, que saudades de você!
Eu estou sumida, não é? Estarei mais presente no blog a partir de segunda.
Falando em blog, também estou com saudades de passar no Notas Perfumadas.
Pois é, a situação foi engraçada e acabou resultando em um projeto. Demos boas risadas, eu e a Betty.
Obrigada pela visita, amiga querida!

Rosária disse...

Que bom ver quatro amigos (Bete, Gaelle, Pável e Cris)envolvidos e unidos em resenhas ótimas sobre o meu querido Covet.
Adorei as resenhas e a parceria que só fazem enriquecer os amigos leitores!Beijos!

Gaëlle disse...

Oi Rô!

Que gostoso vê-la por aqui!
Você falou tudo - As parcerias só enriquecem. No final, todo mundo ganha - Tantos os leitores, quanto nós, bloggers.

Muitos beijos para você, linda!

Cris (Maria Cristina) disse...

Verdade! Adoro ver pessoas tão especiais por aqui :)
Bjsss perfumados p/tds.

Blog Widget by LinkWithin