9 de dezembro de 2008

Maître Parfumeur et Gantier


Maître Parfumeur et Gantier


Em 1989, Jean-François Laporte criou "Maître Parfumeur et Gantier", apos ter deixado sua outra empresa, fundada em 1976, L’Artisan Parfumeur.

A inspiração para "Maître Parfumeur et Gantier" foram os mestres perfumistas e fabricantes de luvas, muito em moda na Paris do século XVII.

No século XVII havia um provérbio que dizia que um par de luvas, para ser perfeito, devia ser preparado na Espanha, talhado na França e costurado na Inglaterra. No entanto, as luvas perfumadas na Espanha possuíam um odor muito forte para o gosto feminino francês. A partir de então, a fabricação e aromatização de boa parte dessas luvas, sobretudo as de pele, passou a ser feita no próprio pais.

Curiosidade - Um dos maiores mestres perfumistas e luveiros foi Jean Chabert, cuja boutique se situava na Place des Terreaux , em Lyon, e se chamava « Au Jardin de Provence » . Monsieur Chabert também publicou um livro, falando sobre a carreira de perfumista/luveiro. Embaixo da gravura, que ilustrava o livro, podia-se ler :

AU JARDIN DE PROVENCE
Na loja de Jean Chabert, mestre perfumista,
fazem-se e vendem-se todos os tipos
de ceras da Espanha, essências e perfumes,
sabonetes e rossolis* de Turin,
em Terreaux, Lyon.


Esse foi o universo que Jean Laporte tentou evocar, criando a marca de fragrâncias masculinas e femininas (e bien sûr, luvas)
« Maître Parfumeur et Gantier ». Em 1997, a linha passou às mãos de Jean-Paul Millet Lage.



Ilustração - Jean Chabert, perfumista de Lyon no século XVII. Desenho de Bocourt, tirado de uma ilustração da época.
*Rossolis – tipo de licor feito de açucar, e de alguns tipos de frutas doces, como ameixas e cerejas




Um comentário:

maisqueperfume disse...

Pedi os catálogos e eles disseram que no meu endereço eles não mandam...ver online....

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin